Bioglobal Logomarc
Central de Atendimento
  • contato@bioglobal.com.br
  • (18)3271-4843 /(18)3271-1232
skype

Torta de Neem | Bioglobal


O neem é uma árvore originária da Índia, mais especificamente da região de Burna, das zonas áridas do Sudoeste Asiático e do subcontinente indiano. A árvore pertence à família das Meliáceas, sendo extremamente resistente e de rápido crescimento. De seus frutos é extraído o óleo, a partir de uma prensagem a frio da amêndoa das sementes. O óleo possui mais de 150 princípios ativos, sendo que nove deles possuem ação inseticida cientificamente comprovada. O princípio ativo mais importante e estudado é o Tetranortriterpenóide Azadiractina A.


Torta de Neem
Torta de Neem

Ao contrário do que se acredita, o neem não é um simples repelente, mas um poderoso inseticida orgânico, apesar de raramente causar a morte imediata do inseto. Diferente dos inseticidas químicos, os insetos não desenvolvem resistência ao Neem. Isso graças aos seus mais de 150 princípios ativos, aliado aos quatro tipos de efeito que a Azadiractina exerce:

- Efeito antialimentar: a ação direta da Azadiractina torna o alimento impalatável aos insetos. As formas jovens, tais como ninfas e lagartas, que ainda não apresentam asas e, portanto, não podem se deslocar a grandes distâncias, acabam ingerindo as superfícies tratadas com o neem.
As substâncias presentes causarão deformidades no sistema gástrico dos insetos, aumentando a flacidez desses tecidos e diminuindo o número de contrações, prejudicando por completo a absorção de nutrientes. Conseqüentemente, o inseto poderá vir a morrer de inanição.



- Efeito regulador do crescimento: dois hormônios são responsáveis pela troca de pele e crescimento dos insetos, processo esse conhecido como ecdise, sendo o 20-Hydroxi-ecdisona e o Ecdisona. A Azadiractina vai alterar os níveis desses hormônios no organismo dos insetos e bloquear os seus precursores. Em resumo, vai provocar uma confusão hormonal generalizada, e prejudicar todo o processo de troca de pele e crescimento dos insetos, podendo prolongar o período larval, aumentar o número de estágios entre as mudas, ou mesmo, inibi-la. Pode, ainda, provocar deformidades e mortalidade.

- Efeito inibidor da reprodução: a Azadiractina afeta também os hormônios sexuais dos insetos, responsáveis pela reprodução. Os efeitos são muito variáveis, dependendo da espécie.

Nas fêmeas, pode ocorrer a diminuição da atração sexual e do número de ovos, sendo que os ovos postos terão uma baixa viabilidade e eclosão. Nos insetos machos, a Azadiractina afeta a espermatogênese, atrasa o início do período de maturação sexual, reduz o número de cópulas, reduz a libido e o deixa incapacitado para a cópula. No geral, o neem atrasa o início do acasalamento interferindo no comportamento de corte e o período de postura.
- Efeito repelente: o efeito repelente do neem é o mais conhecido por parte das pessoas, mas é o menor de todos os seus efeitos. Os insetos possuem quimiorreceptores nas pernas capazes de detectar a Azadiractina, provocando então a repelência. Os insetos vão evitar as superfícies tratadas, não vai haver postura nesses locais e não vai haver consumo.

Além desses efeitos, estudos indicam outras conseqüências da ação da Azadiractina sobre os insetos, sendo elas: - Interrupções e alterações na metamorfose;

- Alterações no comportamento e na síntese de proteínas;
- Redução da transmissão de viroses por insetos vetores.


Vantagens

- Inofensivo aos animais de sangue quente;
- Melhor relação custo x benefício;
- Não afeta inimigos naturais e polinizadores;
- Apresenta diversas formas de ação sobre os insetos, não gerando resistência;
- Totalmente biodegradável;
- Não é bioacumulável;
- Mundialmente aceito pela IFOAM(Internacional Federation Organic Agriculture Moviment) na agricultura orgânica;
- Pode ser associado ao controle biológico;
- Não apresenta período de carência, bastando apenas lavar bem o alimento para retirar quaisquer resíduos do produto que possam alterar seu sabor.

INSETICIDAS ORGÂNICOS X INSETICIDAS QUÍMICOS

O uso de produtos naturais no combate a insetos é feito há muitos séculos.

No entanto, com o surgimento da Revolução Verde, os inseticidas naturais deram lugar a agrotóxicos sintéticos. Denominados xenobióticos - da junção de xeno (estranho) com biótico (vida), esses produtos não existem de forma natural no meio ambiente, sendo de difícil degradação e acumuláveis. Então mais eficientes e de menor custo, os inseticidas químicos passaram a ser largamente utilizados.

Diferentemente dos efeitos provocados pelo neem, os inseticidas químicos agem diretamente no sistema nervoso do inseto, bloqueando transmissores e receptores neurais, matando-os por asfixia.

Essas características fizeram os inseticidas químicos se espalharem pelo mundo, o que não tardou a gerar sérias conseqüências à saúde humana e ao meio ambiente. Entre elas, o envenenamento de recursos hídricos e a intoxicação muitas vezes seguida de morte de animais e seres humanos. Além disso, a perda de eficiência dos produtos sintéticos frente a diversas pragas - que geraram linhagens mais resistentes aos princípios ativos utilizados - resultou no aumento dos custos de produção e no surgimento de produtos cada vez mais potentes. A conseqüência? Pesticidas cada vez mais danosos.

Ao mesmo tempo, começa a surgir um consumidor mais preocupado com o consumo de alimentos naturais, que não agridem a saúde e preservam os recursos naturais. Essa mudança de mentalidade resultou no aumento da produção e do consumo de produtos orgânicos, mercado que cresce a uma taxa média de 20% ao ano no Brasil. Esses e outros fatores causaram a retomada de uso dos inseticidas naturais, entre eles o neem.


PRAGAS QUE PODEM SER CONTROLADAS COM O NEEM

Existem referências de mais de 500 espécies de insetos que podem ser controladas com o neem. Entre essas espécies, estão relacionadas pragas das mais diversas culturas comerciais, além de vetores de doenças em várias espécies animais, inclusive no homem. A seguir são apresentadas algumas das principais pragas de certas famílias de vegetais e de culturas comerciais.

Todos os direitos reservados à Bioglobal®